Você está aqui: Página Inicial / Pessoas / Eyal Weizman

Eyal Weizman

Arquiteto, realizou a exposição que gerou polêmica - "Uma Ocupação Civil: A Política da Arquitetura Israelense" em parceria com Rafi Segal.


Eyal Weizman é arquiteto e trabalha em parceria com Rafi Segal nos projetos de reconstrução do Museu de Arte de Ashdod e na exposição e publicação do catálogo de Uma Ocupação Civil: A Política da Arquitetura Israelense. Weizman conduziu a pesquisa e mapeou o projeto sobre a questão da violação de direitos humanos na arquitetura e no planejamento da margem oeste do Rio Jordão (território da Cisjordânia). Este trabalho, Uma Ocupação Civil: A Política da Arquitetura Israelense, é uma forte crítica a conivência dos arquitetos israelenses que se tornam cúmplices na ocupação “imoral, ilegal” da rápida colonização dos territórios já ocupados (Cisjordânia). Na exposição e no catálogo, apresenta ensaios fortemente embasados em fatos, ilustrados com mapas detalhados e fotografias aéreas das áreas de assentamentos israelenses. Estes assentamentos – vedados a palestinos - foram estrategicamente desenhados, pelos arquitetos, no topo das colinas, para que os israelenses possam ter controle desses territórios.

Está desenvolvendo um projeto de doutorado (tese), livro e filme sobre As Políticas de Verticalidade. Publicou Yellow Rhythms (010 Publishers, Rotterdam) e Random Walk (AASF, London).


Referências:

Disponível em: An Interview with Eyal Weizman. Acesso em 14/02/2006.

Disponível em: A Política da Arquitetura Israelense. Acesso em 14/02/2006.

Disponível em: Eyal Weizman. Acesso em 14/02/2006.

Disponível em: Witte de With, center for contemporary art. Acesso em 14/02/2006.

registrado em: