Você está aqui: Página Inicial / Eventos / Oficinas de curadoria / Experiências Dialógicas 2010

Experiências Dialógicas 2010

Experiências Dialógicas 2010

Experiências Dialógicas 2010
Experiências Dialógicas 2010
REEDIÇÃO DO PROGRAMA DE OFICINAS VOLTADO À CRÍTICA E ÀS PRÁTICAS CURATORIAIS.
 
De abril a novembro de 2010 o programa Experiências Dialógicas, realizado pelo Centro Cultural da Espanha em São Paulo, organiza 7 oficinas teóricas em formato de curso intensivo, com duração de 20 horas (5 dias de 4 horas cada). É uma iniciativa de formação não convencional em direção a novos posicionamentos da crítica e curadoria de arte no contexto iberoamericano. Podem se inscrever críticos, curadores, artistas, pesquisadores e agentes culturais. Coordenação de Marcio Harum.
 
03 a 07 de agosto
”Manobras curatoriais em acervos”
Rosa Pera (Barcelona/ Girona) e Bitu Cassundé (Fortaleza/ Recife)

Relato "Por um Equilíbrio de Histórias", por Beto Shwafaty.
 
Como lidar com o escasso incentivo diante de atualizações constantes no âmbito das coleções públicas e privadas? Tem sido fundados centros de arte com perfil dedicado a produção e comissionamento de projetos, com atividades voltadas a pesquisa, contexto e participação, mas que em suas diretrizes- base não preveem novas aquisições ou configuram acervo algum. É cada vez mais presente a experiência curatorial que dá ênfase a trabalhos processuais ou a intervenções em espaço público. A oficina de agosto buscará debater como os acervos podem contribuir para o desenvolvimento de diferentes metodologias na construção de um discurso sobre outras práticas artísticas.
 
Interessados: pesquisadores, críticos, curadores e agentes culturais
Data: 03 a 07 de agosto (de terça à sábado)
Horário: das 10 às 14h
Local: CCE São Paulo- r. Martinico Prado, 474- Higienópolis
Inscrições: mediante envio de CV e carta de intenção (até 28/7)  para talleres@ccebrasil.org.br  - (15 participantes). Isenta de taxas
Contato: talleres@ccebrasil.org.br (a/c Marcio Harum- coordenador)
 

Oficinas já realizadas
 
15 a 20 de abril
"O curador e sua formação"
Cristiana Tejo ( curadora, Recife – PE) e Inti Guerreiro ( curador, Bogotá/Amsterdã).
Relato "O local e o global na formação e na prática do curador", por Hugo Fortes.
 
A oficina de abril inaugura o programa com discussões sobre aspectos que envolvem a apresentação de recortes da arte de nosso próprio lugar de origem e/ou investigação para um contexto distinto. O estudo de certos artefatos culturais será posto sob o paradigma do pós-colonialismo em relação a exposições que visam construir um significado contracultural em oposição ao estado globalizado da arte.
 

 
22 a 27 de maio 
"Escritor, editor, curador"
María Berríos (Santiago do Chile) e Marcelo Rezende (São Paulo).
Relato "A escrita em campo expandido", por Beto Shwafaty.
 
A 2a oficina do programa ‘experiências dialógicas’ 2010 propõe uma discussão em torno da escrita, edição e curadoria como diferentes formatos de encerramento provisório dos processos de pesquisa. As conversações terão seu ponto de partida nas publicações postas como máquinas de produção de pensamento visual e escrito, na investigação itinerante (fieldtrip) como metodologia curatorial e no manejo expositivo de estéticas dispersas e imateriais ao fazê-las surgir sob sua própria responsabilidade. As relações entre as primeiras gerações de artistas conceituais, críticos e curadores que se utilizaram das publicações a fim de promover uma outra criação, valorização e realização artística no circuito público serão revistas sobre as práticas de hoje.
 

 
21 a 25 de junho  
"Perspectiva Histórica como Pesquisa"
Ana Magalhães (São Paulo) e Manuel Oliveira (Santiago de Compostela/Berlim)
Relato "Para traducir un documento", por Jorge Miñano Ramírez.
 
A 3ª oficina do programa aborda o envolvimento das instituições artísticas com o momento histórico, analisa tentativas de se criar um espaço de releitura crítica onde se encontrem tanto a relevância expográfica como a radicalidade política frente ao estado de globalização atual da arte. Com Ana Magalhães (São Paulo) e Manuel Olveira (Santiago de Compostela/Berlim). Coordenação de Marcio Harum. Podem inscrever-se pesquisadores, críticos, curadores e agentes culturais.
 
Horário 17 às 21h | Local CCE_SP. R Martinico Prado 474. Higienópolis, São Paulo–SP | Inscrições mediante envio de CV e carta de intenção até 11/6 para talleres@ccebrasil.org.brVagas 15
 
Para maiores informações, acompanhe: http://ccebrasil.org.br/talleres/
registrado em: