Você está aqui: Página Inicial / Eventos / Workshops / A Virada Global da Arte Contemporânea nas Coleções Brasileiras

A virada global da Arte Contemporânea nas Coleções Brasileiras

Workshop organizado pelo Goethe-Institut São Paulo, ZKM | Centro de Arte e Mídia Karlsruhe, Alemanha e Fórum Permanente de Museus de Arte, São Paulo

 

RESUMOSRELATOSVÍDEOS

 

Em 2006 Hans Belting e Peter Weibel iniciaram o projeto Arte Global e o Museu (GAM) (www.globalartmuseum.de) no ZKM | Centro de Arte e Mídia Karlsruhe. Com o objetivo de explorar o impacto da globalização da arte contemporânea nas instituições artísticas, na história da arte, no mercado de arte nos últimos vinte anos. O mercado de arte, com sua nova clientela, atua numa escala global, enquanto os museus de arte operam num contexto urbano ou nacional onde o público tem uma visão local e onde as narrativas da história da arte, ou outras genealogias alternativas diferem dos discursos do mainstream artístico.

O workshop estará focado em duas questões principais:

  1. Qual é a resposta para a expansão global da arte contemporânea hoje no Brasil? Qual a experiência do público brasileiro da nova situação que chamamos arte global? Ainda prevalece uma dicotomia entre a arte internacional (ocidental) e a produção de arte local brasileira?
  2. Qual é a presença institucional do contemporâneo? Qual papel os museus representam, em oposição às galerias e às coleções privadas? Como os museus lidam com a virada global na arte de hoje nas suas políticas de coleção e exposição? Em que medida a arte contemporânea Asiática e Africana está presente nas coleções brasileiras?

 

GAM mesas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentário

O projeto GAM distingue arte mundial, no sentido de uma herança artística mundial de todas as épocas e países, de arte global, sendo um fenômeno contemporâneo que começou a se desenvolver somente 20 anos atrás.

Existem 4 aspectos do tópico a serem considerados quando os museus são levados em conta:

  1. A supressão da arte étnica, frequentemente observada como o resultado de uma nova produção artística global
  2. O novo tipo de geografia dos museus e a agenda de museus de arte contemporâea recém fundados
  3. A história da arte depois do modernismo (Belting) e a história da arte global
  4. A descentralização do conceito de arte

Leia mais sobre o projeto


Este workshop de dois dias se iniciará com uma apresentação de Hans Belting e Andrea Buddensieg, que irão fornecer um panorama dos objetivos e atividade do projeto GAM. As apresentações dos outros 10 participantes do Brasil convidados do workshop vão assinalar as visões e experiências pessoais, tanto institucionais quanto intelectuais. Essas acontecerão por meio de cinco mesas-redondas formadas por dois participantes, um debatedor e um mediador. Após o workshop, os participantes terão a tarefa de tranformar suas apresentações em artigos que poderão ser publicados pela ZKM em Inglês com uma possível co-publicação em Português.

O encontro em São Paulo será o primeiro de vários workshops que propõem examinar a virada global na arte contemporânea em diferentes contextos locais. O objetivo é construir um corpo de conhecimento comparativo a ser discutido e ampliado numa perspectiva transcultural.

O workshop é coordenado por Andrea Buddensieg e Hans Belting (ZKM), Joachim Bernauer (Goethe-Institut São Paulo), Martin Grossmann (ECA-USP, Centro Cultural São Paulo e Fórum Permanente) e Laymert Garcia dos Santos (Unicamp).

 

Leia o texto Contemporary Art and the Museum in the Global Age, de Hans Belting, na Revista do Fórum Permanente

Fórum Permanente: Museus de Arte - entre o público e o privado Goethe Institut ZKM Logo