Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / 09 / Divulgação da Chapa para RR Capital do SISEM SP

Divulgação da Chapa para RR Capital do SISEM SP

Chapa: Representação Paulistana: Museu é o mundo todo

Proposta: Somos quatro profissionais inquietos em conhecer melhor as instituições museológicas da Capital, no que se refere a suas equipes e potenciais e propor ideias para potencializar uma rede de pessoas e
instituições que acreditem na força da articulação para ampliar as ações museológicas além de seus nichos tradicionais. O contexto atual, altamente disruptivo, da pandemia, é revelador das desigualdades do setor no que se refere à sustentabilidade de longo prazo e conexões com diferentes públicos. Com isso, nosso plano propõe:
– Ampliar o conhecimento sobre os museus da capital, por meio de pesquisa em meio digital;
– Ampliar o número de museus no Cadastro Estadual de Museus: a partir de uma abordagem individual com profissionais de uma amostragem de museus identificada como importante para compor o cadastro nos próximos 2 anos;
– Dar continuidade à realização dos encontros da RR Capital, realizando até 2 encontros semestrais, em formato virtual;
– Colaborar com a reabertura dos museus na capital, especialmente os de menor porte, no que se refere a implantação e avaliação dos protocolos necessários. Essa ação será o primeiro foco de atuação, conforme a situação das reaberturas em novembro de 2020;
-Escolher, em conjunto com o SISEM-SP e com as instituições da capital, 4 museus para acompanhamento mais próximo, visando, dentre outros, apoio para criação de planos, ações, estratégias de sustentabilidade e consolidação do plano museológico. Cada membro da Chapa será o ponto focal de 1 instituição ao longo dos 2 anos de trabalho.
– Mapear ações do Programa de Integração ao SISEM-SP nos Planos de trabalho dos museus geridos por OS, para atuação em sinergia com as RRs.
– Apoiar a divulgação do SISEM e da programação dos museus, ser o ponto de contato entre o SISEM e as instituições, incentivar os encontros das redes temáticas existentes.

Candidatos:

Titulares
Daniela do Amaral Alfonsi

Doutora em Antropologia Social pela USP, curadora e gestora de museus e centros culturais. Atualmente é Coordenadora Executiva de Projetos na Expomus, empresa pioneira no Brasil na criação de museus e exposições. Atuou no Museu do Futebol, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo de 2008 a 2020, sendo diretora técnica por 7 anos. Na liderança de uma equipe multidisciplinar composta por mais de 70 colaboradores, dentre as suas realizações à frente da gestão técnica e de conteúdo do equipamento, estão entre outros a concepção e implantação do Centro de Referência do Futebol Brasileiro. De 2017 a 2020, atuou também no Museu da Língua Portuguesa (durante a fase de reconstrução), na coordenação de Planos Museológicos e Estratégicos, Programas de Segurança e Gestão de Direitos Autorais e de Imagem.
Beatriz Cavalcanti de Arruda

Graduada em história, especialista em gestão e políticas culturais, e mestre em museologia. Desde 2002, atua no campo dos museus como pesquisadora, museóloga, gestora e militante. Atualmente, trabalha no Museu de Arte Contemporânea da USP como especialista em pesquisa. Foi diretora do Museu da Cidade de São Paulo entre setembro de 2015 e dezembro de 2016. Tem experiência em coordenação de projetos museológicos. Participou da elaboração e desenvolvimento de planos museológicos para instituições como Museu Casa de Portinari, Museu Índia Vanuíre, Sistema de Museus de Mariana/MG, Memorial da Resistência de São Paulo, Museu do Futebol, Museu de Arte Contemporânea da USP e Museu de Arte Moderna de São Paulo.
Suplentes
Marcos Vinicius de Moraes Terra

Mestre em Comunicação e Cultura Midiática - PPGCOM UNIP, Especialista em Gestão Cultural pela Universidade de Girona e Itaú Cultural; pós-graduado em Gestão de Pessoas e Projetos Sociais pela UNIFEI e Gestão Pública pela UFT/UNICAMP, graduado em Comunicação Social. Diretor executivo do Museu da Pessoa, responsável pela transformação institucional da organização, nas frentes de acervo, metodologias, plataforma digital, mobilização de recursos governança e voluntariado. Gestor público na área da cultura, foi funcionário na prefeitura de Itapetininga (SP) por 7 anos (2007/2013), onde foi responsável por dezenas de programas, projetos e produções artísticas. Em 2012 foi secretário de cultura e turismo. Criou e coordenou voluntariamente o Projeto premiado pelos governos Estadual (SP) e Federal “Meninos da Porteira”.
Bruno Bettine de Almeida

É historiador e graduado em direito, fez pós em Museografia de Patrimônio Cultural, além do Curso Introdução ao Trabalho em Museus módulos I e II. Atuou como representante regional do SISEM por 3 anos. Exerce atividades atinentes a conservação preventiva, ao educativo na coordenação de visitas monitoradas físicas e virtuais e curadoria de exposições permanente e temporárias, tanto no Palacete Conde de Sarzedas, como em diversos prédios do judiciário.

Fonte: https://www.sisemsp.org.br/representacao-regional-capital/