Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2021 / 09 / A Funarte SP convida artistas para ocupação dos espaços!

A Funarte SP convida artistas para ocupação dos espaços!

Funarte SP, em 09/09/2021.
Boletim Funarte SP
Setembro de 2021

​​​​​​​Complexo Cultural Funarte São Paulo
​​​​​​​​​Alameda Nothmann, 1058

Teatro de Arena Eugênio Kusnet
Rua Dr. Teodoro Baima, 94

​​​​​​​www.funarte.gov.br
http://sites.funarte.gov.br/vozessp/
​​​​​​​

Confira também a programação de
BrasíliaMinas Gerais​​​ | Rio de Janeiro

A Funarte S​​​​​​​P vem retomando as atividades artísticas e culturais, com todos os cuidados necessários e seguindo os protocolos sanitários referentes à pandemia de COVID-19. Confira as informações abaixo e acompanhe nossa programação!

Chamada Pública

Ocupação dos Espaços da Funarte SP 2021

A Fundação Nacional de Artes – Funarte convida a classe artística a participar da chamada pública para ocupação dos espaços da Funarte SP, no período de setembro a dezembro de 2021. A ação integra o programa Funarte Arte de Toda Gente e as inscrições estão abertas a partir de 08 de setembro. A chamada visa ao recebimento de projetos artísticos para a ocupação de espaços do Complexo Cultural Funarte SP e do Teatro de Arena Eugênio Kusnet. Nas propostas devem estar previstas atividades de apresentação e gravação de espetáculos, shows, cursos, oficinas, exposições, entre outras, ligadas às áreas de Artes Cênicas, Música, Artes Visuais e suas transversalidades, com ou sem presença de público.

Os espaços estarão disponíveis de quartas a domingos, das 14h às 21h30.

​​​​​​​
O edital de chamada pública foi publicado no Diário Oficial da União do dia 08 de setembro de 2021, Edição 170, Seção 3, Página 118.


Para mais informações, clique aqui.

Quarto de despejo

De Carolina Maria de Jesus
De 3 a 19 de setembro | Sextas e sábados, às 20h; domingos, às 19h

Reserva de ingressos em: www.evoeteatro.com.br

O espetáculo conta a história de uma mulher negra, moradora da favela do Canindé, mãe solteira de três filhos, que não conseguia dormir sem ler um livro. Seu projeto literário encontrou dificuldades devido à ausência de políticas públicas para os mais vulneráveis, mas sobreviveu. Baseado em seu diário, escrito em papéis encontrados nas ruas de São Paulo, o espetáculo narra a existência poética de uma mulher que, em meio aos excluídos, sonhou ser escritora.​​​​​​​


Elenco: Arce Correia, Lucas Barbugiani, Luana Tonetti, Maggie Abbreu, Wesley Salatiel e Shanny Segade | Músicas e letras: Arce Correia/Produção VS Thiago Siqueira e Gustavo Perri | Preparação para voz cantada: Roberto de Paula | Iluminação: Carlos Marroco | Figurinos, fotos e visagismo: Gil Oliveira | Confecção de cartazes: Alessandro Rodrigues | Produção audiovisual: Ícarus Designer Gráfico Dimas Stecca | Produção executiva: Bruna Silvestre | Adaptação, cenário e direção: Rodrigo Ximarelli | Realização: Evoé Cia de Teatro

Lembranças da Perla em Auschwitz​​​​​​​

 

De 9 a 11 de setembro | De quinta a sábado, às 20h
Oficina Cultural Oswald de Andrade


De 16 a 18 de setembro | De quinta a sábado, às 16h
Oficina Cultural Alfredo Volpi
​​​​​​​
Transmissão pelo canal das Oficinas Culturais do Estado de São Paulo: https://youtu.be/bO4fUngUVyo


Lembranças da Perla em Auschwitz é uma obra narrada pelo olhar subjetivo da personagem Perla Ovitz, testemunha ocular dos acontecimentos do holocausto e última sobrevivente da Trupe Lilliput, uma família de anões romenos judeus que viveu durante a segunda guerra mundial. Perla Ovitz, interpretada pelas atrizes Veca Ned e Ana de Oliveira, rememora o tempo em que ela e sua família se apresentavam com grande êxito em toda a Europa Central, como cantores e comediantes, e relata cenas do campo de concentração e dos experimentos  do Dr. Mengele, conhecido como o “Anjo da Morte”, interpretado pelo ator Rafael Schmitt. ​​​​​​​Inspirada em uma história verídica sobre uma família de artistas judeus com nanismo sobrevivente do holocausto, a peça tem como protagonistas duas atrizes com nanismo que interpretam os depoimentos de Perla Ovitz, que faria 100 anos em 2021 e completa 20 anos de morte em setembro deste ano, na data de estreia na versão online.

Dramaturgia e direção geral: Carina Casuscelli | Elenco: Ana Oliveira e Veca Ned como Perla Ovitz | Participação especial: Rafael Schmitt como Dr. Mengele | Trilha sonora: Wilson Sukorski | Figurinos e direção de arte: Carina Casuscelli | Iluminação: Lenerson Polonini | Captação e edição de vídeo: Armando Lima | Fotos: Ariane Andrade | Operação de vídeo: Lenerson Polonini | Operação de áudio: Felipe Moraes | Operação de luz: Verônica Castro | Intérprete de Libras: Bjanka Vijunas | Produção: Lenerson Polonini e Carina Casuscelli | Projeto realizado pelo PROAC 2020/36 da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa de São Paulo, por meio da Lei Aldir Blanc.

A Flor do Sonho


 

De 11 a 26 de setembro | Sábados e domingos, às 20h
Classificação etária: 12 anos


Transmissão pelo canal do Youtube da Ciabatta de Teatro: https://bit.ly/3s1RTpf

A Flor do Sonho retrata a inquietante vida da poetisa portuguesa Florbela Espanca, contada por meio de suas próprias obras poéticas e de cartas escritas por ela. O conteúdo é permeado por dez canções inéditas inspiradas em seus poemas, feitas especialmente para o espetáculo por Marcos Lopes e apresentadas ao vivo com piano e violoncelo. Florbela é quem conta sua história, entre lembranças e devaneios, sem uma ordem cronológica, revisitando sua obra poética e suas cartas, muitas delas para o irmão Apeles, pelo qual tinha um amor muito especial. Entre as recordações familiares, de seus casamentos e amores, Florbela canta parte de seus poemas, alguns deles obras-primas da autora que até hoje fascinam leitores de todo o mundo. O novo espetáculo da Ciabatta de Teatro, foi filmado no Complexo Cultural Funarte, em São Paulo.


Texto, música e direção: Marcos Lopes | Cenografia e figurino: Teresa Cristina Molina | Arranjos, direção musical e piano: Leonardo Lima | Violoncelo: Anselmo Luiz Sabo | Iluminação: Tiê Fabiano | Contemplado pelo edital Funcultura de Guarulhos, por meio da Lei Aldir Blanc