Você está aqui: Página Inicial / Revista / Número 1 / Museu Ideal / Martin Grossmann

O museu é um templo ou um showroom? Construindo um espaço sagrado ou recorrendo a soluções inovadoras de arquitetura, o museu tem “conservado” ou servido de palcos a obras de arte, instalações e eventos múltiplos. Contrapondo e rearticulando concepções de modernidade, Martin Grossmann discute as funções do espaço museológico, analisando iniciativas pioneiras e propondo um anti-museu.

O anti-museu, Martin Grossmann


O museu é um sistema complexo modelado por múltiplas dimensões: tradição, espetáculo, lugar político, promoção social, arena para processos de ação sociocultural, especulação, coorporação, experiência. Esse artigo de Martin Grossmann, professor do Departamento de Artes Plásticas da USP e curador-coordenador do Fórum Permanente, fornece bases para o entendimento da condição contemporânea do museu.

O museu de arte hoje, Martin Grossmann


A possibilidade de explorar museus por meio de ações e mediações culturais fomenta o papel inspirador do museu na sociedade, como um ambiente potencializador do imaginário coletivo

Museu como Interface, Martin Grossmann